terça-feira, 29 de novembro de 2011

PROJETO DE INTERIORES: BAR ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL

Este estudo visa à elaboração de um projeto de interiores para o novo bar da Associação Atlética Banco do Brasil da cidade de Limeira – S.P.
O foco principal do projeto é a integração entre os associados, porém também visa solucionar problemas apontados na estrutura física do imóvel.
Com a execução do projeto, a proposta é oferecer aos associados mais uma opção de lazer dentro do clube, fazendo com que estes o freqüentem mais e por mais tempo, bem como trazer novos associados.
Para a diretoria, a nova sede renovará as energias fazendo com que os antigos e novos sócios tenham vontade de passar também suas horas de lazer nas dependências do clube, uma vez que os freqüentadores apenas desfrutam das atividades físicas hoje existentes no local.


O CLIENTE E O PROJETO

A Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), fundada em 07 de novembro de 1961, foi criada pelo Banco do Brasil para seus funcionários com o intuito de disponibilizar lazer e entretenimento e aproximar seus clientes ao convívio dos bancários, estreitando o relacionamento entre as partes. Desde 1979 as AABB's deixaram de ser exclusividade de seus funcionários, sendo aberta àcomunidade.
A AABB possui 64.800 m² de área, sendo muito arborizada, e oferece várias opções de lazer como: 01 Campo de Futebol com dimensões oficiais, 02 Campos de Futebol Society, 05 Quadras de Tênis (Saibro),Quadra poliesportiva (Futebol de Salão, Basquete, Vôlei e Handebol), Quadra de Vôlei de Areia,Saunas feminina e masculina, Quiosques com churrasqueiras (inclusive com aluguel para festas) e com estacionamento, Piscina semi-olímpica (25 mts), Academia de Musculação com equipamentos novos e de alta qualidade e Avaliação Física, Salão Social para Aluguel de Eventos (Festas, Casamentos, com capacidade para até 250 convidados), Play-Ground, Bar e Lanchonete e água de poço artesiano.
Como se pode observar, a Associação Atlética Banco do Brasil empenha-se na preservação vegetação e a prática de exercícios seja como forma de esporte ou lazer. Baseada nesta idéia, defino visualmente meu cliente da forma ilustrada a baixo.



A elaboração do painel semântico nos permite identificar as características fundamentais do cliente, pois, no desenvolvimento desta tarefa, surgem idéias e ainda são percebidas algumas visões que nosso subconsciente exerce sobre o tema proposto. Observando-se a diversidade de idades, opiniões, interesses e solicitações que compõem o quadro de freqüentadores da Associação Atlética Banco do Brasil, e conforme solicitação feita pela diretoria para se desenvolver o projeto de interiores de um bar, surgiu a idéia de se misturar estilos e épocas diferentes em um ambiente descontraído, harmonioso, agradável e aconchegante, proporcionando aos usuários total integração.
Uma vez pré-estabelecidas tais idéias, fez-se necessária uma reflexão a fim de agregar todas as metas apontas a cima em um conceito, que será base para o desenvolvimento do projeto.
Analisando sobretudo o briefing realizado com a diretoria do clube, e o comportamento sócio – cultural dos associados, fica claro que a AABB precisa urgentemente integrar os antigos associados aos mais recentes, uma vez que esta integração visa atingir a principal meta do clube: entreter os associados a fim de que estes freqüentem cada vez mais a associação bem como trazer nossos associados.



Definido o conceito – Integração passado / presente, o foco direcionou-se a aplicá-lo no contexto do projeto. A idéia central é materializar esta definição nos materiais aplicados ao espaço, onde, dentre outros, materiais mais antigos se fundem com novas tendências, como por exemplo, a utilização de vários tipos de mobiliários com características, matérias, formas e épocas distintas.A partir da definição do conceito e com a solicitação em desenvolver um projeto voltado à família, o layout foi inspirado na idéia que este deveria ser um ambiente para longa permanência dos usuários.
Parto então para uma análise introspectiva, onde busco referências ligadas ao âmbito familiar. Analiso, em meu convívio particular, momentos de lazer e descontração e chego a uma materialização prática destas referências. Seja em material impresso ou digital, temos muito aguçada a cultura de fotografar. Gostamos não apenas de estar presente nos retratos, mas também de observar a fotografia de outras pessoas. É muito comum que as pessoas mais jovens se interessarem em observar fotografias antigas a fim de observar, sobretudo, costumes e tendências. Esta prática de fotografar e ser fotografado tende a crescer a cada década, pois nos dias atuais é comum encontrarmos pessoas fotografando momentos ou paisagens. As máquinas digitais são tão utilizadas que podem ser encontradas até mesmo em aparelhos cuja função principal seja adversa ao ato de fotografar, como por exemplo, os telefones móveis. Deste modo, concluo que a fotografia impressa serviria como forte aliada na materialização deste conceito que visa à integração entre décadas.
A escolha dos materiais de acabamento e a mobília, também estão condicionadas ao conceito. Busquei a implementação do tijolo aparente, porém com assentamento contemporâneo e harmonizei poltronas com design moderno aos jogos de mesas também contemporâneos.
A imagem de planta baixa nos permite observar a área de intervenção:206,63m².
Pelo fato da sede estar acoplada ao ginásio de esportes, há uma abertura de acesso aos espaços, que permanecerá fechada para isolar os prováveis ruídos advindos do ginásio, permanecendo aberta somente em exceções como dias chuvosos.
Como podemos observar, tal abertura se localiza no canto superior direito da planta-baixa, a partir disto, fica claro onde se encontra o ginásio de esportes.


A primeira providencia tomada foi encontrar uma solução para o forro. Foi preciso estudar a melhor técnica para vedar o espaço que ainda restava aberto. Foi instalado um tipo de rufo que ultrapassa o telhado, sanando assim o problema com entrada da água da chuva. No interior, para arrematar, a proposta é utilizar sancas de gesso.



Definiu-se também a melhor opção para layout no interior do bar. Este estudo levou em consideração as áreas destinadas a passeio bem como as de entrada. Considerou-se ainda, a necessidade de haver um espaço maior próximo ao balcão de atendimento e ao caixa, pois, apesar do espaço ser amplo, pensou-se na hipótese de uma possível fila.
Partindo do conceito, a idéia foi utilizar mobiliários com design de décadas distintas. Para ressaltar a idéia, foram delimitadas, próximo à parede do fundo, áreas com poltronas diferenciadas das existentes nas mesas centrais. A principal característica que diferencia tal mobiliário é o conforto ergonômico, que se dá através da forma e dos materiais aplicados ao mobiliário. As poltronas estofadas são destinadas aos que pretendem permanecer no espaço por mais tempo, optando assim por algo mais confortável. As demais mesas são subdivididas em duas classificações: os bistrôs – para aqueles que têm intenção de um lanche rápido, sobretudo pela proximidade ao balcão de atendimento, e as mesas para as refeições.
Com a elaboração da maquete eletrônica, notou-se que a proposta até então sugerida para anteparo nas entradas dos banheiros poderia não sanar o problema. Desta forma, deu-se inicio a elaboração de uma segunda proposta. Com base no estudo de caso 5, fez-se uso de cobogós para delimitar a entrada de acesso feminino/masculino.


Os materiais escolhidos para elaboração do anteparo são os cobogós, já mencionados e caixilhos que receberão vidros adesivados. A escolha de tais materiais se deu ao fato destes terem sido muito utilizados na década da fundação da Associação Atlética Banco do Brasil. Uma vez que estes são materiais relativamente antigos, e o uso destes se dá de forma contemporânea, a idéia tem total ligação com o conceito adotado.
Com a utilização de tais materiais, visa-se também, maior claridade, pois uma vez que o anteparo era indispensável, poderia ocasionar em um ambiente escuro. Por tanto, este possível problema foi resolvido com a proposta atual.

Definiu-se ainda, o revestimento das paredes, piso, balcão, além da escolha dos mobiliários e lustres.
Para o piso, foi escolhido revestimento cerâmico 0.60x0. 60m da marca Itagres. Tal escolha se deu ao fato da qualidade do revestimento e por este atender as necessidades do local, sendo contemporâneo, porém discreto e harmonioso com os demais elementos escolhidos. A textura e cor do revestimento são muito favoráveis ao local de implementação pelo fato de ser prático para limpeza, com secagem rápida, o revestimento não causará transtornos aos funcionários e usuários do bar.
Para o revestimento da parede que ocupa toda a área do imóvel, foi utilizado o tijolo aparente na intenção de proporcionar um belo conforto visual. Tal material é bem visto por harmonizar-se facilmente com outros elementos, causando impacto positivo e com custo acessível. Como a idéia era apenas revestir a parede, o uso do material pode ser reduzido pela metade com a utilização de apenas meio tijolo, desta forma, ao cortar o revestimento ao meio, dobrou-se a quantidade de peças, causando economia de 50% do valor estimado para a execução desta etapa. O assentamento do elemento deu-se de forma contemporânea e rápida, uma vez que ao mesmo tempo em que se assenta, dá-se o acabamento final, necessitando apenas de uma camada seladora que visa prolongar a durabilidade dos tijolos.




No balcão de atendimento, a intenção é utilizar um material que auxilie na limpeza e sirva como proteção contra marcas de pés. Pensando na economia, sugeriu-se a utilização das pastilhas desde o piso até a metade do balcão, desta forma, a parede estará preservada e implicará ainda em não sobrecarregar o espaço. A utilização das pastilhas cerâmicas Atllas 2,5X 5,0 cm, também resultou no equilíbrio do uso das cores, possibilitando um ponto mais descontraído no projeto.
Para tal efeito foram utilizadas quatro cores de pastilhas; em tons bege, marrom e avermelhado.


Fez-se necessário também a utilização da sanca de gesso como acabamento final da obra. Sugeriu-se que o teto do corredor que dá acesso ao bar bem como a área correspondente ao balcão de atendimento fossem rebaixados a fim de proporcionar melhor aspecto visual. Nesta região, serão instalados spots com lâmpadas econômicas, o mesmo se dá a toda extensão da parede onde foram utilizados os tijolos como revestimento. A utilização da sanca neste espaço proporcionará arremate ao detalhe da falta de material no forro, lembrando que foi preciso vedar o espaço que ainda restava aberto.



MOBILIÁRIO

Estas peças servirão de apoio.O associado poderá se sentar para ler um jornal, ou aguardar por alguém.





ESTUDO CROMÁTICO

Para o presente projeto foram elaborados dois estudos cromáticos na intenção de escolher a melhor proposta.
No primeiro caso, fez-se o uso das cores ligadas a associação e ao Banco do Brasil. São elas: azul, amarelo, branco e preto.
As matizes azul e amarelo se encontram em posição opostas no circulo cromático, sendo assim, considerado cores complementares.
A fim de proporcionar um espaço menos cansativo e assim mais prazeroso, além dos tons neutros branco e preto, também se utilizarão as matizes em tons acinzentados, equilibrando-se melhor com os demais materiais aplicados ao ambiente.
Notou-se que ainda havia a necessidade de complementar esta gama de cores com mais um tom acinzentado, e que a proporção antes proposta também deveria ser alterada.




O fato do cliente não se mostrar muito interessado na utilização das cores da associação bem como do banco ao qual a associação representa baseado na definição de que a cor é responsável pelas sensações que o ambiente proporciona e que se deve planejá-las de acordo com a função que se quer dar ao ambiente, e considerando que o espaço se destina a integrar duas faixas etárias diferentes, incorporando um bom relacionamento,as cores escolhidas foram os tons neutros que como a própria nomenclatura sugere, neutraliza o ambiente transmitindo calma e passividade. O branco que é a presença de todas as cores induz a união harmônica. O preto que se compõem com as demais, as valoriza, e, portanto, reforça a idéia de uma união bem sucedida. O tom laranja-avermelhado, equilibra o ambiente proporcionando energia,alegria,vitalidade e desejo de se alimentar.Visto que a área se trata de um bar, esta incorpora muito bem as qualidades citados.
Este estudo se baseou também nos elementos utilizados no local, como o caso dos tijolos aparentes e das pastilhas que revestirão o balcão de atendimento.
Assim, este segundo estudo, se caracteriza como monocromático. A junção das matizes vermelhas e amarelas geram o tom vermelho- alaranjado, utilizado neste estudo.

Esta cor, que faz referência ao tom dos tijolos e pastilhas, foi implementado a tons neutros solicitados pelo cliente.








IMAGENS RENDERIZADAS DA MAQUETE ELETRÔNICA










quarta-feira, 21 de setembro de 2011

O Jardim

"Um jardim faz-se de luz e sons - as plantas são coadjuvantes."
(Burle Marx)

Como usar o Prezi? Parte I

Vídeo elaborado para explicar como devemos usar o Prezi
video

Como usar o Prezi? Parte II

video

PREZI

O Prezi é um dos mais novos sofwares para apresentação.Muito versátil, é capaz de entreter o público, embora,para isso é preciso também a capacidade do apresentador.
O Prezi pode e deve ser usado por professores, alunos e palestrantes, servindo inclusive para apresetar projetos a longa distancia, uma vez que por estar na rede é acessado em qualquer lugar onde haja acesso a internet.


Para conhecer mais sobre essa nova ferramenta de trabalho acesse www.prezi.com e inscreva-se.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Jardim flutuante é promessa para a limpeza de rios

O visionário Vincent Callebaut criou um jardim flutuante que pode limpar os rios mais poluídos do mundo através da bio-filtragem. Physalia é um ecossistema auto-suficiente, que usa painéis solares, cobertura verde e camadas de dióxido de titânio – o que reage com os raios ultravioletas e permite a limpeza das águas.



Além disso, uma quantidade de água é filtrada através das plantas existentes no jardim flutuante. A energia usada para que o “barco” se movimento é renovável e produzida por hidroturbinas.



Physalia ainda é um apenas conceito, mas caso venha a ser construído, o jardim deverá percorrer as águas dos rios Danúbio, Renno, Volga e Tigre. Quem sabe mais tarde o rio Tietê também seja incluído no percurso!


domingo, 4 de setembro de 2011

Projetos FAAL: Corporativo


Nesse projeto de interior da loja Peugeot Marché, em Limeira - São Paulo, inspiradas pela marcante história da empresa, a idéia foi criar um ambiente para satisfazer clientes e funcionários a fim de proporcionar um clima agradável e receptivo. Como a Peugeot trata-se de uma marca fortemente solidificada e confiante, focalizamos nestes dois adjetivos da empresa e encontramos aquele que consideramos o conceito exato para o desenvolvimento do presente projeto: tradição. Como este é um conceito intangível, não há condições, por exemplo, de implementá-lo dando forma a um mobiliário.Assim, estudamos a possibilidade de implementá-lo,então, de forma substancial através de um espaço memorial que conta através de textos, fotos e vídeos, toda a trajetória da empresa francesa.



Ao iniciarmos nosso projeto, partimos para a resolução do nosso principal problema: falta de circulação de ar no interior da concessionária. Uma vez já definido que a clarabóia feita de vidros e brises fixos resolveria o problema citado, deu-se início a uma série de pesquisas referente à elaboração e colocação de tal material no interior do prédio. Definimos então a dimensão e posicionamento que esta deveria ocupar, ressalta-se neste ponto, ser de extrema importância tais estudos uma vez que mal posicionado ou então com dimensão errônea, não seria possível sanar o problema de circulação de ar e desta forma, não faria sentido algum o projeto como um todo.


Estudos cromáticos:
Realizamos dois estudos Cromáticos na intenção de optar por um deles. Partimos de dois pensamentos totalmente opostos: o primeiro, uma vez que mantivemos alguns pontos do projeto Blue Box, era manter a relação de cores já utilizada pelo Peugeot, ou seja, fazer uma relação monocromática da cor azul- onde, utiliza-se a matiz específica e a derivação de seus tons. A imagem a baixo foi utilizada no estudo de caso para responder a questão, levantada pela professora Renata La Rocca,quais as cores nos utilizaríamos para relacionar a marca.
Optamos em representar nossa resposta com esta imagem, pois além do uso monocromático da cor azul dá- se a sensação, através do jogo de brilho existe na imagem, a presença sutil do tom prateado, o qual remete bastante com a marca Peugeot.

Porém, apesar de acharmos que esta seria a perfeita relação de cores para nosso projeto, ao estudarmos- o com mais esmero, optamos por sutilmente eliminar a presença apenas da cor azul, pensando nisso, fazendo uso da reforma realizada no café complementamos aos tons de azul, tons alaranjados. Utilizando-nos dos retratos existentes no espaço café, nas cores sépia, assim como as pastilhas empregadas no balcão que também derivam do tom alaranjado, obtivemos um estudo cromático complementar que varia entre o azul da logomarca da empresa com os tons alaranjados empregados no espaço mencionado.





Este, a baixo, é a representação de um expositor cuja principal função é destacar um produto, no caso, um modelo de veículo, dos demais. O design curvo nos foi possível através da elaboração deste equipamento com o Corian.
Este material possibilita a criação de soluções inovadoras uma vez que pode adquirir, praticamente, qualquer forma, podendo ser curvada, como é no caso do projeto para a Peugeot, quando aquecida através de moldagem ou usinagem. Assim que esfria dentro do molde já está em seu formato final e pode ser desenformada.
Na parte interna do equipamento, através da tecnologia de reprodução de vídeos e imagens, serão obtidas informações quanto ao modelo como especificações e opcionais de série. Para o setor de merchandising da Peugeot, este será um ótimo aliado para fixar a imagem e rentabilidade do produto.
A dimensão do expositor é de 4,60X 4,29x 2,10m.


Mobiliário desenvolvido pelos alunos e empregados no projeto.A aluna Idianara desenvolveu o projeto de uma cadeira interativa que estrá no espaço memorial, as alunas Patrícia e Talita desenvolveram mobiliários que estarão presentes no espaço Kid´s e eu desenvolvi um painel interativo que conterá as informações de cada modelo Peugeot.Os clientes poderão além de ter acesso a informação dos modelos escolher itens como roda, estofados, etc.

Proposta de nova fachada: a idéia não é intervir na arquitetura mas somente alterar os materiais de revestimento

Imagem renderizada do espaço café.

Imagem renderizada do espaço de atendimento ao cliente


Imagens renderizadas do espaço memorial - aproposta é criar um espaço que além de contar toda história da marca também servirá como uma confortável sala de espera para clientes.




Imagens renderizadas da claraboia: proposta para sanar a falta de circulação de ar no interior do prédio.



Imagens renderizadas do espaço da loja.